Centro Logístico da Luís Simões começa a ser construído em Guadalajara

A Luís Simões, operador logístico de referência na Península Ibérica, iniciou a construção da primeira fase do seu novo Centro de Operações Logísticas em Guadalajara, desenvolvido em parceria com a Montepino Logística. Esta primeira fase inclui a construção do armazém B, um dos três armazéns que vão compor o novo e avançado complexo logístico localizado no Polígono Puerta Centro de Guadalajara (Espanha).

Esta nave terá uma área de 29.083m2, 13,70 metros de altura, 34 cais e capacidade para 43.000 paletes. Além disso, contará com cerca de 2.200m2 de área para Copacking, uma actividade especialmente relevante para o desenvolvimento de serviços de logística promocional e de logística e-Commerce, dois segmentos fundamentais para o core business da Luís Simões.

Este armazém será equipado com uma câmara frigorífica, que proporcionará ao operador logístico uma maior versatilidade e adaptabilidade no desenvolvimento da sua actividade para clientes de diversos sectores.

Este novo Centro de Operações Logísticas responde à ambição da Luís Simões de continuar a expandir as suas operações no mercado espanhol
António Fernandes, Responsável do projceto

"Eeste investimento, em que a inovação vai desempenhar um papel fundamental, é uma grande oportunidade para a Luís Simões continuar a posicionar-se como um operador líder na Península Ibérica e permitirá expandir as suas operações em Espanha”, referiu António Fernandes, responsável do projecto.

A Luís Simões, já está presente em Cabanillas del Campo com um COL (Centro de Operações Logísticas) de 66.380m2 e capacidade para 95.000 paletes, continua a apostar em Guadalajara como centro fulcral da sua actividade no mercado espanhol. Desta forma, a empresa reforça o seu compromisso com esta província, aumentando a sua actividade e gerando novos postos de trabalho, tanto directos como indirectos.

“Este novo Centro de Operações Logísticas responde à ambição da Luís Simões de continuar a expandir as suas operações no mercado espanhol, bem como de oferecer um serviço completo e de qualidade a cada um dos seus clientes, implementando sempre as mais recentes tecnologias e inovações do setor”, afirma António Fernandes.

Logística Transporte Inovação